Bombinhas de trailer em Out/2017

Maravilha. Adorei o relato. Vamos visitar

1 Curtida

Buenas pessoal!

Obrigado por todos os comentários. E a viagem não acabou em Bombinhas, afinal de contas o Balão tinha que voltar pra casa. :grin:

Nós deixamos o trailer no camping em Bombinhas até a semana passada, quando voltamos e passamos mais alguns dias por lá. Gostaríamos de ter ficado mais na verdade, para conversar com os bons vizinhos que tivemos lá (tivemos bastante sorte nesse camping), mas por obrigações profissionais tivemos que começar a viagem de volta antes.

Mas não fomos direto pra casa, mas sim em direção a um já conhecido nosso, o Camping da Pinguela.

Assim que conseguir um tempinho pra colocar as fotos e vídeos em ordem conto mais detalhes dessa parte.

Grande abraço, e boas acampadas.

1 Curtida

Pois então saímos no domingo de Bombinhas, muito cedo pra pegar menos tráfego dentro da cidade. Começamos a levantar acampamento às 6h da manhã 8h estavamos começando a sair, após a limpeza das caixas no local adequado. Levamos 45 minutos pra chegar até a BR101 (a “Brioi”, como brincam os locais :smile:) e pegamos rumo sul em um ritmo muito tranquilo.

Fizemos uma parada estratégica para o almoço, e 4h da tarde já estavamos aportando no Camping da Pinguela, em Osório, RS. Não tinhamos certeza se haveria local adequado para nós, pois não fazem reserva antecipada. Mas um rápido passeio confirmou que havia um local razoável para ficarmos alguns dias, e por ali ficamos.

Aqui uma visão panorâmica frontal do local (amplia com clique):

Nessa estadia na Pinguela me reforçou um sentimento que já havia começado na nossa última acampada lá. Na verdade ele hoje em dia é mais um condomínio do que um camping, e não por acaso o próprio nome fantasia foi modificado de Camping da Pinguela para Iate Clube Lagoa da Pinguela. O local é lindo e continua lindo, como as fotos e vídeos a seguir mostram, mas a administração do camping se focou no aluguel de espaço para as casas dos roda-quadrada e para o pessoal que aluga por meses seguidos (certamente melhor negócio), e deixou o espaço para acampamentos com barracas e casas móveis de lado, literalmente. O espaço para visitantes é bastante pequeno comparado com o tamanho do camping, e fica apertado em um canto que consiste quase que inteiramente de uma ladeira de difícil nivelamento e manobras complicadas:

Houveram alguns detalhes de manutenção que também nos deixaram um pouco surpresos, como por exemplo tivemos que insistir para abrirem a piscina. Na segunda-feira nos disseram que segundas fecha para limpeza, na terça havia um problema no motor, e depois de insistirmos mais enfaticamente (mais de 30⁰C!) parece que o problema do motor se resolveu. Os banheiros também não estão sendo mantidos adequadamente, com limpeza notavelmente infrequente, lâmpadas queimadas, etc.

A impressão que dá é que não começaram a temporada ainda, pois não acredito que esses problemas persistam a partir da semana que vem no Natal, e depois Janeiro e Fevereiro. Infelizmente para nós, preferimos o sossego e não vamos poder conferir. :slight_smile:

De qualquer forma, o local é realmente lindo, o pessoal que nos atende lá é sempre muito gentil e atencioso, e sempre que vamos fazemos boas amizades com os vizinhos. Por essas razões e considerando que não dependemos muito da infraestrutura local, provavelmente continuaremos voltando fora de época em momentos mais sossegados.

As imagens falam por si…

2 Curtidas

Então, fechando a viagem, depois da parada na Pinguela, pegamos o rumo de casa. Foi quase tranquila a viagem… :slight_smile: o detalhe é que viajamos bem em um dia que havia previsão de temporais de vento devido a uma frente fria que vinha se encontrar ao calor intenso que estava fazendo.

Durante mais ou menos metade do percurso ficamos de olho nas notícias e na previsão para ver onde nos encontraríamos com a frente, pois tínhamos medo de pegar um vento muito forte lateral com o trailer na estrada.

Mas deu tudo certo… com a chegada da frente tivemos a boa sorte de achar um local bem apropriado para nos escondermos. O cenário era de dar medo:

Logo depois da foto veio o vendaval… placas caídas, letreiros rasgados, mas nada de mais. Nós mal sentimos devido a proteção das construções, e uns 20 minutos depois estávamos na estrada novamente, só com uma chuvinha mansa e bem-vinda.

E a viagem seguiu tranquila até em casa.

Só pra não dizer que deu tudo certo, ao aportarmos em casa e colocarmos o trailer no lugar, tive o azar ou a sorte de quebrar a argola de um dos macacos de nivelamento:

Não sei porque esses macacos frontais são tão mais frágeis que os traseiros. Fazia tempos que essa argola estava dando sinais de que ia quebrar… notem como era fina a argola. Essa era a da direita… a da esquerda era levemente melhor, mas não muito.

Olhem a diferença entre os da frente e os de trás:

Foi sorte porque isso ocorreu logo em casa, onde era fácil de resolver. Na mesma semana já providenciamos o conserto, seguindo uma boa dica do meu pai de utilizar uma manilha como base.

Aqui antes da pintura:

Aproveitei e já troquei os dois lados, cortando o que estava inteiro ainda e fazendo o mesmo processo.

E é isso… assim fechou essa nossa viagem, que na verdade foram várias.

Grande abraço e bom final de ano a todos.

Mais algumas fotos da Pinguela:

2 Curtidas

Um forte abraço Gustavo! Desculpe mas não consegui retornar a tempo de colocarmos o adesivo do Campistas.net no meu furgão Ducato…

Buenas Arisi!

Pois é, que pena que não deu para nos encontrarmos de novo lá.

Chegasses a voltar lá depois? Acho que tinhas deixado algo montado, né?

Sim Gustavo, cheguei a voltar lá, fui em casa para esperar um stand up que comprei. Ainda irei lá dia 14 até 28 de fevereiro. Um abraço amigo!

1 Curtida

Sim Gustavo. Voltei e fiquei mais quase 1 mês por lá. Esse ano em diante perto do verão irei e ficarei 2 ou 3 meses por lá…