Bombinhas de trailer em Out/2017

Buenas pessoal,

Estamos em viagem desde a semana passada. Nosso destino era conhecer o camping Paraíso Tropical em Canto Grande, município de Bombinhas, Santa Catarina.

Nos próximos dias envio mais detalhes do percurso, fotos, e vídeos.

Abraços e um bom começo de semana.

2 Curtidas

Buenas Gustavo,

Ansioso pelo relato, pois é um camping que pretendo visitá-lo nas férias.

Abraço.

Conheci esse camping em março do ano passado, mas não me hospedei, fiz uma rápida viagem para a região e só fui conferir como era… Gostei do que vi…

Fiquei nesse Camping no reveillon de 1996 se não me engano. Beira da praia, uma beleza.

Ops, arrumei o município. Não sabia, mas Bombinhas é emancipada de Porto Belo, então a praia de Canto Grande na verdade fica em Bombinhas.

Realmente, o local é excelente. Ontem consegui algumas fotos com o Colibri, que por sinal passou bastante trabalho com o vento… quase que sai a passear e não volta mais.

Assim que conseguir sentar ao teclado mando fotos e mais detalhes da viagem.

Gustavo,

Estamos ansiosos pelo relato.

Abraço

Então, saimos de casa em direção a Bombinhas na quinta-feira cedo. A viagem é um pouco longa então decidimos quebrar em duas metades, fazendo uma primeira parada no camping Fazenda Carla. Liguei com antecedência para ter certeza que estaria funcionando e conversei com o Sr. Veríssimo que nos informou que o pátio não estava tão limpo quanto gostaria mas que sim estava disponível.

Depois de uma viagem tranquila, chegamos lá por volta das cinco da tarde e não havia ninguém para nos recepcionar na portaria. Mas a porteira estava só encostada e entramos. Conversamos com a esposa do Sr. Veríssimo que nos deixou a vontade para escolher o local que achamos adequado, e nos explicou que normalmente o pessoal para mais ao centro da propriedade pois há água e luz. Foi o que fizemos.

Rapidamente nos estabelecemos e sem perder tempo fiz algumas fotos e vídeos com o Colibri, pois já era fim de tarde e a previsão era de chuva naquele dia. Não sabia se teria outra oportunidade. Algumas andorinhas que moravam por ali não ficaram muito a vontade com o novo amigo, e vieram tirar satisfação. O Colibri teve que sair de perto rapidamente, mas deu tudo certo. :smile:

Aqui uma primeira vista do camping onde se percebe bem a natureza rural:

Nós eramos os únicos acampados nesse dia, e segundo o Sr. Veríssimo o movimento realmente é fraco nesse período. Mas algumas famílias moram em casas na volta do camping, então parece relativamente seguro. Também tinhamos a companhia de um motorhome e vários trailers desocupados, alguns claramente abandonados a muito tempo. Segundo alguém que conversou com a gente, um deles já está ali a 9 anos sem uso.

Tenho mais fotos que vou separar em seguida para enviá-las, e também alguns vídeos bons do local que precisarão de uma edição básica para juntá-los.

Continuo em seguida…

Olá Gustavo! Fico me perguntando o que faz uma pessoa abandonar um trailer 9 anos! Aguardo novas histórias! Abs

Seja bem vinda!

Acabamos de chegar em casa depois de alguns ótimos dias de estrada e também alguns amigos novos. Vou separar mais algumas fotos e tentar continuar a história ainda amanhã enquanto está tudo fresquinho na memória. :+1:

Vídeo que fizemos na primeira parada, no Camping Fazenda Carla:

A cidade que aparece ao fundo no final do vídeo é Torres. Pena que o dia estava bem nublado (notem a névoa no topo do vídeo!), do contrário daria pra ver o mar atrás da cidade também.

1 Curtida

Ah, e aquela estrada que aparece atrás do camping com os carros passando logo no início do vídeo é a estrada do mar. O camping fica bem no final da estrada do mar, quase chegando na ligação entre Torres e a BR 101.

Continuando então, na sexta-feira acordamos sem muita pressa e ainda sem café da manhã acertamos a estadia com o Sr. Veríssimo e já pegamos estrada.

Paramos um pouco mais adiante para fazer um café da manhã em um local que já percebemos ser bastante frequentado por campistas: o estacionamento da Havan de Araranguá que fica a beira da BR 101. O estacionamento é amplo, sempre com muito espaço livre, e consequentemente de fácil manobra. Já encontramos motorhomes grandes e pequenos parados para descanso por lá, e por vezes mais de um.

Segue uma foto do local:

Notem o Balão escondido a sombra.

Depois do café da manhã, seguimos viagem e fizemos uma próxima parada para reabastecimento no Posto Sim em Laguna. Além de um acesso amplo e asfaltado, esse posto é muito bem frequentado (diesel novo), e possui várias conveniências como por exemplo água quente sempre disponível para reabastecer o chimarrão do gaudério. :+1: :grin:

Daí pra frente não paramos mais… bom, ao menos não intencionalmente. A proximidade com Florianópolis hoje em dia é quase que garantia de filas e paradas. Sempre um pouco tenso quando se soma tráfego pesado, motoristas impacientes, e um veículo de porte maior. Mas foi tudo bem.

Depois disso foi viagem tranquila até a entrada de Porto Belo.

Na continuação conto esses detalhes…

2 Curtidas

Seguindo então, chegamos na entrada de Porto Belo por volta das cinco da tarde, e logo percebi a enrascada em que tínhamos nos metido. :smile:

Ou eu tinha me esquecido disso, ou aquela região mudou muito. Provavelmente as duas coisas. O fato é que a entrada desde Porto Belo até a praia de Canto Grande é interminável. Foram 20km de movimento intenso de cidade, com um carro atrás do outro, e dezenas de quebra-molas. Demoramos uma hora para chegar até o camping. Claro, o horário da nossa chegada também não ajudou, em uma sexta-feira às cinco da tarde.

Os quebra-molas são tão altos e alguns deles tão longos que tive que fazer algo que nunca tinha feito dessa forma antes: na nossa passada pela Praia do Rosa em Janeiro eu já tinha aprendido a fazer um truque de descer a rodinha da bequilha para levantar um pouco a frente do trailer ao passar em quebra-molas muito altos. Dessa vez fui além é desci a rodinha um pouco menos mas permanentemente, e na hora de passar ia bem devagar até a rodinha encostar no quebra-molas, e aí puxava devagar. Foi assim que conseguimos passar pelas várias mini-montanhas.

Uma hora dessa função foi cansativo, e é lógico que houve motorista que se irritasse atrás de nós, o que é um tanto irônico pois o trânsito era tão intenso que na verdade nós não atrapalhamos muito. Não havia para onde ir depois de ultrapassar a gente. Mas acho que a traseira do trailer, alta e larga, cria uma ansiedade pois o motorista não sabe o que há a frente.

Em fim, a primeira lição para nós foi a seguinte: temos que acertar o horário de chegada e saída para ao menos não pegar os períodos mais óbvios de movimento, para facilitar um pouco nesse ponto.

Quase que a lição foi nunca mais voltar, e no meio do caminho me perguntei onde estávamos nos metendo, mas no final desse processo cansativo encontramos de fato um paraíso tropical.

As imagens falam por si:

O camping é facilmente o mais organizado e bem cuidado que já estivemos. O Antônio, proprietário do camping, está sempre pela volta e percebe-se que ele gosta bastante do que faz. Sinceramente não há o que falar… pela primeira vez fizemos uso rotineiro dos banheiros do camping. Há sala de TV, lavanderia com tanques e máquina de lavar e secar (pagas), churrasqueiras amplas e com boa infraestrutura, quadras de futebol e tênis, mesas de sinuca e pebolim, praça infantil. Tudo muito bem cuidado.

Observando a sinalização a gente já tem uma idéia. :grin:

As vagas para as casas móveis são em estilo urbano, uma do ladinho da outra, e não são muito grandes. O limite para veículos deve ser por volta dos 8 a 9 metros, e como todo o resto as vagas são muito bem preparadas. O veículo fica em uma plataforma de areia (bom para manobras) mas a porta fica voltada para uma plataforma de cimento liso pintado e decorado, com grama inserida em blocos de concreto em toda a volta, garantindo que o veículo não vá afundar ao entrar:

As vagas centrais são um pouco menores (são duas, uma para cada lado), mas podem ser somadas dependendo do acordo.

Cada vaga tem luz e entrada e saída de água individuais, e também tem um ponto de cabo de TV. Quem quiser precisa levar seu próprio cabo ou comprar um com alguém que eles indicam para esse serviço.

Quem vai com barraca pode acampar do outro lado da rua, onde ficam a recepção e a parte da pousada que é integrada ao complexo (também muito legal, mas $$$). As vagas da área exclusiva para barracas são bastante semelhantes a área para veículos, porém as vagas são menores, e a plataforma de cimento fica na frente ao invés de ficar ao lado. Também há mais sombra:

Notem que está tudo vazio. Nós tinhamos quase que um camping particular nos primeiros dias. Maior mordomia. :smile: Mas na quinta-feira, dia do feriado, tudo mudou… os dois lados do camping ficaram com bastante movimento. Não lotou, mas foi impressionante a mudança de um dia pro outro:

E isso é uma parcial pois chegou mais gente depois. O dia era das barracas de teto. Vários amigos foram juntos e no final tinhamos quatro barracas de teto acampadas por alí.

Tivemos boas conversas com muitos dali. Logo ao nosso lado nossos vizinhos estavam com um lindo Diamante 96. Uma raridade, e eles muito simpáticos.

O outro lado também movimentou bastante:

Também foi bom ver a qualidade do camping em termos de controle da bagunça. O pessoal fez uma churrascada com música relativamente alta e bastante diversão. Tudo muito saudável, mas com o avançar do horário o pessoal do camping solicitou educadamente que parassem com o barulho alto. Tudo em paz.

Em fim, curtimos o local, e voltaremos com certeza. Nosso pequeno também curtiu bastante, tanto o camping quanto a praia em geral. Aqui uma rara foto dele conversando com o sol:

6 Curtidas

Ótimo relato e vídeo melhor ainda, Gustavo! Ouvi falar bem sobre este camping, mas agora, vou começar a planejar uma ida até Bombinhas. Aliás, estou com saudade desta região. Lindas praias!
Abraço!

1 Curtida

Belo passeio, Gustavo!
Já tinha ouvido falar sobre o Camping Paraíso Tropical, agora com teu relato pude ver que é realmente perfeito. :grinning:
Muito bacana estes videos que tens feito dos lugares que visitam. Com eles podemos conhecer cada local de uma forma mais detalhada. :+1:
Abraço!

1 Curtida

Estava pensando em ir nesse camping, mas descobri que agora tem pedágio diário, quando se entra na cidade te entregam um ticket e ao sair vê o tempo que ficou e é cobrado, sobre isso não é problema, mas os valores sim, O valor da taxa, para carros R$ 26. E o valor cobrado de utilitários, caminhões, ônibus e vans de excursão e trailer de 2 eixos R$ 130,50… poderia repensar isso!

@saulomuller O pedágio é cobrado somente pela entrada do município, e tem validade diária no sentido de que se entrar várias vezes durante 24h paga uma vez só. Se entrar uma vez só e ficar uma semana lá dentro, paga uma única entrada.

Mais informações aqui.

1 Curtida

Valeu Gustavo, achei que a taxa era diária… mas mesmo assim esta cara… se faz pensar 2 vezes pra ir…

Gustavo,

Já ouvi falar muito deste camping, ele tem padrão de 1º mundo, espero poder visita-lo logo, o que me apavorou é o teu relato da caminho da BR 101 é o camping ser estreito e cheio de quebra-molas…

Abraço e continuo acompanhando.

Marcelo

1 Curtida

Nós contamos: são 43 quebra-molas ou passagens elevadas da entrada de Porto Belo até o camping!

Haja suspensão, e muita paciência.

1 Curtida