Carregar um mini trailer em uma carretinha

Boa noite.
Estou estudando a possibilidade de construção.
A ideia é algo bem simples e desburocratizado.
Caso eu fabrique no formato de um camper, sem a parte da frente extendida, somente o caixote estilo um mini trailer, poderia carregar em uma carretinha fazendinha?
A ideia e ser móvel, como se fosse uma carga da carretinha, para não ter que envolver documentacão específica de treiler.

Obrigado

Creio que SIM, que seja possível.

Isso por que trata-se de uma “carga” que a carretinha está levando.

Só não leve o botijão de gás dentro do Camper, separe um espaço que só tenha acesso por fora e que seja ventilado.

Em todos os casos algum policial poderá encrencar… Mas acho que fica fácil se você mostrar que é uma carga da carretinha e é removível com facilidade.

Quanto ao projeto, muito cuidado com a estrutura e suspensão da carretinha, bem como a Dinamica do Camper na carretinha (peso, equilibrio, aerodinâmica, fixação. …)

Abraço

1 Curtida

Obrigado pela dica. Também penso dessa forma, por isso a vontade de tocar esse projeto.
Vamos aguardar o que os demais do grupo acham ou se tem alguém com uma experiência desse tipo.
Abraço

1 Curtida

Olá Daniel, por volta de 2006/2008 enquanto ainda era necessária a habilitação categoria “E” para rebocar trailers, eu fazia parte de alguns grupos de campismo no Yahoo Grupos e lembro que em um destes grupos tinha um campista com um equipamento nestas configurações que tu relatou. Era um reboque carroceria aberta que tinha como carga sua casa de camping. Desta maneira ele fugia da exigência da categoria “E” pois se tratava de um reboque carroceria aberta com carga.

Eu acredito que a tua carga (camper) não excedendo os limites de dimensões e capacidade de carga do reboque, não teria motivo para ter problemas.

Segue abaixo algumas fotos que guardei deste reboque com camper, perceba que inicialmente ele tinha um formato e depois de um tempo o proprietário elevou o teto na parte traseira para poder ficar em pé lá dentro.

Abraço.
Matheus Silveira

4 Curtidas

Obrigado pela informação Matheus.
Bem interessante esse projeto. A minha ideia é mais ou menos parecida. Bom, acredito que estou no caminho certo.
Alguém com mais alguma informação?

Abraço

1 Curtida

Pessoal, o grande problema de transportar sobre uma carretinha, algo parecido com um trailer ou mini trailer, para fugir da documentação é o seguinte: Como o trailer ou mini trailer que está em cima da carretinha é carga, os policiais podem exigir a DOCUMENTAÇÃO DA CARGA.

3 Curtidas

Boa observação, @varoar1.

@Danielbarros Há alguma razão para não querer fazer a documentação? Temos algumas pessoas aqui no forum que fabricaram seus próprios trailers, e apesar de ser um passo a mais e envolva algum custo, não parece algo que seja um problema tão grave para valer a pena ficar sempre com a pulga atrás da orelha. Também seria uma garantia a mais de que quando for vendido receberá de volta uma parte razoável do investimento sem maiores problemas.

2 Curtidas

Não é exigido quando é de sua posse os produtos, é a mesma lógica em uma mudança, vc não anda com a nota dos itens da carga… e na dúvida, se vai atravessar o país, pode fazer uma NF avulsa ou faça uma consulta junto a receita federal (eu q ando dessa forma fiz isso e a resposta foi negativa quanto a exigência).

1 Curtida

Quando comparado à mudança até tem sentido. Mas qualquer policial rodoviário sabe que não é mudança, e saberá também que vc está tentando “burlar” a legislação. Fazer documento não dá mais. (Até pode fazer doc de reboque fechado), mas se o bendito rodoviário entender que não é um reboque e sim um trailer ele vai querer o doc de trailer. Tá bem difícil agora. Até sugiro (apenas sugestão) fazer uma carretinha e com as laterais e teto em módulos. Carrega dentro da carretinha e no local monta-se. (é o que estou fazendo). A legislação foi bastante endurecida. Ficou muito contra nós. Olha pessoal, mas toda essa colocação, sem querer ser dono da verdade, se alguém tiver uma idéia melhor, por favor exponha, pois também quero saber. Outra idéia, é fazer uma carretinha fechada mesmo (isso é facil o documento), só infelizmente, não pode deixar muito com cara de trailer, escrever alguma coisa por fora que foge realmente da condição de trailer. Meu amigo, por exemplo, como é fonoaudiólogo, escreveu por fora (audiometria nas empresas). É meio maluco, mas ja faz 5 anos e nunca foi indagado sobre isso. Só pediram a documentação da carretinha, verificaram e disseram boa viagem. (rsrsrs). Abração a todos.

1 Curtida

A mudança foi só um exemplo, destaco o parecer da receita quanto a movimentação de materiais por pessoa física:
"não estão obrigadas à emissão de documento fiscal para acobertar as respectivas operações. Para estas situações alguns Estados preveem a emissão de Nota Fiscal Avulsa pelo não-contribuinte do ICMS, mas no Estado de São Paulo não há essa previsão.

Assim, a pessoa física ou jurídica, não contribuinte do imposto, que eventualmente transportar bens, materiais ou mercadorias não está sujeita à emissão de um documento para acobertar esse transporte. A legislação paulista não prevê sequer a emissão de uma declaração do não contribuinte para a realização desse transporte."
fonte: https://www.valor.srv.br/matTecs/matTecsIndex.php?idMatTec=66

Não vejo como burlar, muito pelo contrário, uma carreta aberta com uma caixa em cima documentada como trailer ai sim estaria errado e passível de multa. Principalmente quando estiver andando sem a carga, agora se a P. Rodoviária quer complicar com isso, complicaria com qq coisa mesmo estando tudo certo pois estariam agindo de má fé, iriam complicar com pneu, sinalização, extintor, acondicionamento de carga, sinalização, uso de óculos ou lente de contato etc etc … a lista é vasta de possibilidades …

1 Curtida

Tem sentido. Quando os “homi” quer complicar, eles complicam mesmo. De qualquer sua posição é plausível. Fica aí a sugestão pra todos. Abraços

1 Curtida